Arquivo de Capítulos

Sinopse

Fabiano é um bancário bem sucedido que levava uma vida solitária com a morte da esposa e da filha num acidente. Três anos depois, ele conhece Carolina, uma nova funcionária que é transferida para sua agência e se encanta com ela. Por coincidência (ou não), Carolina tem uma filha com o mesmo nome da filha que ele perdera: Gabriela. Os caminhos dos dois acabam se cruzando e eles se apaixonam. Porém, um acidente faz com que Carolina entre em coma e ele se vê novamente sozinho, mas agora com a responsabilidade de cuidar da enteada.

Este livro é a segunda parte do DIÁRIO DE CAROLINA. Para conhecer a primeira parte, basta clicar no título do livro ou no selo aqui embaixo.

Autora: Aninha Barreto

____________________

Este livro é uma obra de ficção, qualquer semelhança com a realidade é uma mera coincidência.

Autora

Escrever é esquecer dos problemas do cotidiano! É mergulhar em novos mundos, em cada página uma nova emoção!

Aninha Barreto

Selo

Copie o código


Chat dos leitores

Outros livros da Autora

Sites amigos:

Diário de Bordo

____________________

Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

19/05/2013

CAP. 01 – NOVOS E VELHOS AMIGOS


Entrei na sala e agradeci a Deus pela sala com ar-condicionado que durante todo aquele ano seria minha. Meus dias de calor haviam acabado. Procurei o lugar mais perto da porta, e para minha felicidade, os lugares do fundão ainda estavam vazios.

Sentei-me perto da porta e logo dois camaradas já entraram na sala fazendo bagunça. Carlos Elias e Victor Hugo, eternos companheiros de fundão e de zuação. Era bom saber que estaríamos juntos por mais este ano, que talvez fosse o último, dependendo de nossas escolhas para a faculdade.

Fizemos grande algazarra no reencontro, enquanto outros colegas chegavam e se juntavam a nós festejando o último ano de colégio.

De repente os meninos se calaram e seus olhares se voltaram para a mesma direção. Imitei-os e vi Fernanda, que se aproximava linda como sempre, muito perfumada com os cabelos impecavelmente escovados.
Passou por nós, cumprimentando a todos muito gentil, mas foi para mim que ela ofereceu o sorriso mais bonito e a piscadinha que sempre me deixava desconcertado no ano anterior.

Meus amigos não deixaram por menos:

- E aí Fabiano!!! Se fosse pra mim toda essa moral, eu já teria me explicado!!

Fiquei sem graça, não gostava de exibir minhas conquistas, preferia seguir o modelo mineirinho come quieto. Não tinha que ficar contando pra todo mundo e expondo as meninas a situações constrangedoras.

Olhei disfarçadamente para Fernanda, e ela estava realmente linda, mesmo de uniforme ela conseguia se destacar entre as meninas. Mais alta que a maioria da sala, tinha um corpo esbelto, pele clara, cabelos negros e lisos, olhos de um castanho vivo e brilhante que lhe conferia um eterno ar de menininha perigosa.

Ela contrastava fisicamente comigo, embora eu também tivesse pele clara, era robusto, jogava futebol e fazia natação, o que me conferiu um corpo sarado, como sempre ouvia das meninas, tanto na escola quanto na rua.

O professor de química chegou na sala, e para não perder o costume, fazendo grande alarde. Era o nosso preferido, o grande Robert.


26/02/2013

INTRODUÇÃO - TERCEIRÃO


Primeiro dia de aula no colégio São Lourenço. Acordei meio preguiçoso e sem coragem de encarar o primeiro dia de aula no terceirão, o ano mais esperado por toda a turma. Agora nós éramos os mais velhos da escola, com poderes sobre todos os demais alunos.

Olhei o despertador resignado e levantei-me já ouvindo o grito da minha mãe:

- Acorda Fabiano!!! Ou vai esperar eu ir até aí te acordar ?

Sem saída, levantei e fui até o banheiro tomar aquela ducha para ajudar a acordar. Vesti o uniforme da escola, observando cada detalhe para não correr o risco de ser barrado no portão pelos yellow man, que era a forma carinhosa de chamarmos os inspetores de bloco, devido a camiseta amarela que usavam.

na mesa do café, me servi de café com leite com pão esquentado na sanduicheira e comi apressado quando me dei conta de que estava em cima da hora. Minha mãe, vendo a minha pressa de engolir a refeição, me acalmou:

- Não precisa se apressar! Hoje e excepcionalmente hoje, eu vou levá-lo! Mas agora termine logo seu café, porque não sei como estará o trânsito!

Terminei de comer e já sai apressado para pegar a mochila enquanto minha mãe ia ligando o carro.  A trajetória até o colégio foi relativamente tranquila, salvo alguns estressadinhos que teimavam em ficar buzinando como se isso fosse solucionar o caos no trânsito.

Chegamos ao colégio e constatei aliviado que ainda tinha alguns minutos para chegar a sala de aula, sem precisar enfrentar sermão do amarelinho. No portão, nosso querido diretor já nos esperava com a mesma cara zangada de todos os anos, acho mesmo que ele só tinha aquela.

Ao me ver chegar, já foi mencionando meu nome em alto e bom som:

- Em cima da hora aluno Fabiano Andrade!!! Já para a sala!!!

Precisei me obrigar a engolir o palavrão que pensei em proferir, se não quisesse ir parar na diretoria logo no primeiro dia de aula. No bloco do terceirão, constatei que as temidas três salas estavam situadas no mesmo corredor.

Reunindo coragem, verifiquei primeiro a lista do terceiro C, onde estariam situados os alunos com média inferior a sete, mas para meu alívio, meu nome não estava ali. Andei mais adiante e localizei a sala do terceiro B, onde ficariam os alunos com médias sete e oito, e para minha enorme felicidade, o meu nome também não estava ali. E foi já com um sorrisão no rosto que vi meu nome na lista do terceiro A, onde ficariam os alunos destacados, e eu estava ali, no meio dos feras.



24/02/2013

PARA SEMPRE EM MINHA VIDA


Continuação de O O DIÁRIO DE CAROLINA . Aqui você vai conhecer a história de Fabiano em duas partes. Na primeira, seu casamento com Fernanda, o nascimento de Gabrielly e o acidente que vitimou as duas.

Na segunda, veremos Fabiano conhecer Carolina, a amizade entre eles e o surgimento de um amor que mudará suas vidas.